RSS

Sala D Edição 19

 

Uma resposta para “Sala D Edição 19

  1. Paulo Flavio de Andrade

    21 de setembro de 2011 at 11:08 am

    Grande professor André… creio que deve estar agora tomando vinho com Sócrates, discutindo com Platão, refutando Nietzsche… brigando com Marx… contando histórias pro kropotkin… e porque não, com a ajuda de Proudhon, tentando insurgir rebeliões conta toda forma de governo…

    “De quantas chuvas me enxuguei! Quantas vezes, molhado até os ossos, sequei minhas rou­pas no corpo, ao vento ou ao sol! Quantos banhos tomados a todo momento, no verão, no rio, no inverno, nas fontes! Trepava nas árvores; metia-me nas cavernas; apanhava rãs na corrida, carangue­jos em suas tocas, arriscando-me a encontrar uma horrível salamandra; depois, no mesmo lugar, eu assava minha caça. Há, do homem ao animal, em tudo o que existe, simpatias e ódios secretos de que a civilização rouba o sentimento. Eu amava minhas vacas, mas com uma afeição desigual; ti­nha preferência por uma galinha, por uma árvore, por um rochedo; disseram-me que o lagarto é ami­go do homem e eu o acreditava sinceramente. Mas sempre fiz rude guerra às cobras, aos sapos e às lagartas. O que eles me fizeram? Nenhuma ofen­sa. Não sei; mas a experiência dos homens me fez detestá-Ios sempre mais.” Fonte: PROUDHON, P.- J. (Pierre Joseph); GUERIN, Daniel. A propriedade e um roubo: e outros escritos anarquistas. Porto Alegre : LEPM, 1997. 172p. (L&PM pocket, v. 84)

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: