RSS
Nota
07 ago

2º DIA DE DEBATE – Anfiteatro UnC – Canoinhas

Apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC,

Acadêmica Gislaine

Apresentação do projeto de pesquisa que teve como objeto A importância da educação na formação política no espaço do meio rural. Conceituando a totalidade do que a política abarca.

A formação da criança e do jovem, a partir de uma conscientização do que é política, bem como do envolvimento das ações da comunidade, nas mais diversas áreas.

Hannah Arendt, convivência em sociedade, na pluralidade da convivência entre os homens é que definem o homem como um animal politico, diferentemente de Aristóteles que define este a partir da sua essência.

ü                 Conceitos de educação no meio rural;

ü                 Conceito da Agricultura Familiar no meio rural;

ü                 Conceito de desenvolvimento no meio rural a partir do olhar da educação rural deste agricultor familiar;

Apresentação de dados estatística, de uma pesquisa desenvolvida pela acadêmica nesta comunidade, buscando embasar um perfil do jovem local.

ü                 A ausência de promover feiras pedagógicas….

ü                 Redescoberta do rural……

O projeto provoca a formação a partir dos jovens de uma cosmovisão de uma educação no campo, de formação política, da cidadania no meio rural, que abrange e interfere diretamente a formação da sociedade.————————-

Apresentação dos membros do grupo interdisciplinar em ciências humanas – Modernidade e Biopolítica em Giogio Agabem

Professor Filosofia

Dr. Sandro Luiz Bazzanella

Grupo de estudo em Giogio Agabem, envolve áreas da sociologia, filosofia, direito, pedagogia, ciência, física, da esfera política, jurídico, da economia, da educação, da cultura e do desenvolvimento humano na contemporaneidade.

Formação do Grupo de Estudo:

Professor Sandro (filosofia) – Apresenta Grupo de Pesquisa;

  • Professora Bene (pedagogia) – O modelo de Educação, o sistema curricular fragmentado diante da totalidade do interesse da formação intelectual da sociedade na contemporaneidade na dimensão temporal a partir do Filósofo Agamben. Questionando firmemente o método, o modelo da educação que a modernidade direciona a formação e relações politicas do ser humano, embasado nas questões econômicas;
  • Professora Danyeli (direito) – Apresentação do artigo Consumo, ou artigo da
    contemporaneidade das leis. A conceituação que Agambem do que é:
  1. Contemporâneo,
  2. Sacralização, e
  3. Potencialização

Nesta conceituação seriam nossas leis contemporâneas, será estas leis a resposta para regula as relações entre os indivíduos, em uma sacralização da juridicização da vida colocando em “cheque” a potencialização do homem, na liberdade do pensamento humano, criando assim a vida nua, a gestão do homem na condição biológica.

  • Acadêmico Carlos Porto (ciências sociais) – O que é ser contemporâneo para Agambem, utilizando o Pensador Baruch Espinosa.

Ser contemporâneo é a normalidade patológica da criação de uma sociedade, o “sorriso maldito” de um Pensar, e de um Jogo de existência. Promovendo uma crise no modelo moderno do ser humano.

  • Acadêmico Silvano (ciências sociais) – O Coronelismo. A historicidade do termo coronelismo, advindo do período imperialista na formação do Brasil. Esta ideia de coronelismo sugere a influência da conformação do processo eleitoral, estrutura federativa do Brasil, na educação, na industrialização, dentre outros termos de permeiam a conformação histórica. Questionando assim, as influencias deste sistema na contemporaneidade.
  • Acadêmico Jonas (filosofia) – Os fundamentos teológicos da economia. As diversas formas de conceituar a economia no movimento histórico da civilização, do mundo antigo, medieval, moderno e contemporâneo, em todas as suas subdivisões e nas relações que estes laços forma desenvolvidos.

A relação Genealogia X Capitalismo X Espirito X Historicidade da Filosofia da História

A escravização do biológico frente à qualificação da vida

A afirmação de um Deus único e transcendente, em um esforço teológico em uma economia da salvação no projeto da criação divina.

Termos: Soteriologia, Teleologia, Escatologia

Professor Walter (sociologia);

Reflexão sobre a importância do paradoxo da interdisciplinaridade na especialização de segmentos no diálogo contemporâneo da vida humana. A necessidade de reconhecer o “maldito” no para desenvolver a reflexão das dinâmicas sociais contemporânea. É possível entender a particularidades dos segmentos que não podem ser refletido como transcendências segmentadas e distintas, estes segmentos são resultados na historicidade das relações humanas, a exemplo de economia, estado, religião, liberdade, democracia, educação…..

“… Boa parte de nossos problemas não existem, são problemas de linguagem!”

2º DIA DE DEBATE – Anfiteatro UnC – Canoinhas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de agosto de 2012 em Notícias

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: